Canela de Velho: Marca Registrada
Osteoporose: Você pode estar com ela e não sabe
Osteoporose: Você pode estar com ela e não sabe
A osteoporose é uma doença silenciosa que na maioria dos casos a pessoa só descobre quando é acometida de uma fratura óssea. A osteopose é uma doença assintómatica que não se revela. Por isso, se você tem 50 anos ou mais e fraturou algum osso, peça ao seu médico o teste de densidade óssea, conhecida como "Densitometria Óssea".

Osteoporose:
Uma doença silenciosa que pode matar

Osteoporose: Uma doença silenciosa que pode matar

Canela de Velho

A osteoporose é uma doença causada pela diminuição da massa óssea, o que faz com que os ossos fiquem fracos e possam quebrar, devido a uma queda ou, em casos mais graves, por um simples espirro ou por uma pequena contusão. A palavra Osteoporose significa "Osso Poroso". Vista sob um microscópio, o osso saudável parece um favo de mel. Quando a osteoporose ocorre, os buracos e espaços no favo de mel são muito maiores do que em ossos saudáveis.

A osteoporose é uma doença silenciosa que na maioria dos casos a pessoa só descobre quando é acometido de uma fratura óssea. A osteopose é uma doença assintómatica que não se revela. Por isso, se você tem 50 anos ou mais e fraturou algum osso, peça ao seu médico o teste de densidade óssea, conhecida como "Densitometria Óssea".

Densitometria Óssea: O exame preciso para diagnosticar a osteoporose

Canela de Velho

A densitometria óssea é feita por um aparelho que emprega a técnica DXA (Dual Energy X-ray Absorptiometry) é o exame ideal e preciso para diagnosticar a perda de massa óssea. Esse exame avalia diversas parte do corpo como a coluna lombar, o terço distal do rádio e a região proximal do fêmur. Regiões do corpo onde há maior incidência de fraturas. A vantagem desse exame é que a exposição a radiação é até dez vezes menor do que uma radiografia normal. A densitometria óssea é um exame rápido e dura aprocximadamente 5 minutos.

Os dois tipos de osteoporose, a primária e a secundária.

Segundo os profissionais da área de saúde existem dois tipos de osteoporose, a primária e a secundária. A primária, está relacionada à menopausa ou ao envelhecimento e a secundária, é provocada por medicações ou condições outras que predispõe a perda de massa óssea, como diabetes, hipertireoidismo, hiperparatireoidismo, insuficiência renal crônica, cirurgia bariática, doença celíaca, anorexia nervosa, artrite reumatóide e uso de glicocorticóides.

Osteoporose não é uma doença só dos velhos, pode atingir também os jovens.

A maior incidência da osteoporose se dar na velhice, mas pode ser acometida em outras fases da vida em menor frequência. Assim, ao contrário do que muitos pensam, a osteoporose, não é só uma doença dos velhos, mais também dos jovens.

Entre os fatores de risco da osteoporose estão idade avançada, história pessoal de fratura prévia, baixo peso corporal, sexo feminino, da raça branca, história familiar de osteoporose, tabagismo, sedentarismo, a má alimentação e o consumo de bebidas alcoólicas. É importante fazer exercícios físicos regulares e o uso de medicamentos e suplementos receitados por um profissional médico.

As fraturas de colo do fêmur são as mais graves e devastadoras da osteoporose, pois resultam em uma taxa de mortalidade, que pode chegar a 20% nos indivíduos com menos de 70 anos, 30% naqueles com 70 a 80 anos e 40% se a idade for maior que 80 anos.

Para evitar a doença, o mais importante é a prevenção da perda de massa óssea e da ocorrência de fraturas, sendo necessárias algumas medidas, como ingestão adequada de cálcio e vitamina D, prática regular de exercícios físicos, parar de fumar e evitar os fatores de risco como quedas.

Como citado devemos evitar o sedentarismo com a prática regular de exercícios físicos, se fumante parar de fumar de vez é bom para alma e é bom pro corpo, devemos ser mais seletivos na nossa alimentação, comendo alimentos ricos em Cálcio e nunca esquecer da suplementação com o Magnésio, seja como Cloreto de Magnésio ou Magnésio Dimalato pois o elemento químico Magnésio é responsável pela distribuição do Cálcio por todo nosso corpo, ele só fixa o Cálcio onde deve ser fixado e retira o Cálcio onde não deve ser fixado. Além do Magnésio participar em mais de 300 reações químicas no nosso corpo. Por isso a suplementação com o Magnésio é importantíssima!!! Pense assim, para ter o Cálcio corretamente é preciso ter o Magnésio.

Uma alimentação equilibrada em Cálcio, Magnésio e Vitamina D pode prevenir a osteoporose.

Canela de Velho

Como falei uma alimentação equilibrada em Cálcio, Magnésio e a Vitamina D ajuda a prevenir e tratar a osteoporose. Aqui está uma lista de alimentos bons para osteoporose:

  • Leite e derivados (queijo, coalhada e iogurte): contêm cálcio, fósforo e proteína;
  • Peixes como sardinha, salmão: fornecem cálcio, fósforo, magnésio, vitamina D e proteína;
  • Fígado, óleo de fígado de bacalhau: fontes de vitamina D;
  • Verduras de folhas verdes: brócolis, couve manteiga, repolho, mostarda, folha do nabo: ricas em cálcio e magnésio;
  • Leguminosas (feijões, ervilha, lentilha, grão de bico): contêm proteína e magnésio;
  • Cogumelos em geral (paris, shitake, shimeji): fornecem vitamina D;
  • Gergelim: fonte de cálcio, magnésio e fósforo;

Veja os alimentos que devem ser evitados para prevenir ou para controlar a doença da osteoporose